segunda-feira, 7 de maio de 2007

Review - Lesboa 4º edição 2007

Já lá vai a IVª Edição do Lesboa Party, primeira em que os OMO'S participaram. Divertimo-nos, existem, no entanto, algumas críticas a fazer de acordo com o “planeamento” apresentado no site da party.

Live Act - 0h30

EZgirl feat. Amy Ziff(from The L Word)

No que à performance diz respeito, podemos dizer que as animadoras não tiveram na sua melhor forma. Não conseguindo cativar o público. Ou então(mas isto nunca conseguiremos saber ao certo) se foi por não sermos público alvo do evento. Consideramos no entanto, que a actuação demorou muito tempo. Isto porque só por volta das três horas da manhã é que acabou, hora a que muitas pessoas começaram a ir embora. Quanto aos OMO’S, ainda conseguimos desfrutar durante bastante tempo o resto da noite, no entanto, gostaríamos de ter conseguido dançar mais ao som do segundo Dj, que nos pareceu ter um mix bastante mais interessante.


Formato da 4ª edição

- Armazém (área útil de 2.000m2)

A festa decorreu no pavilhão C2 da Doca de Alcântra, um espaço conhecido por todos.

Para este tipo de evento o espaço pecou por ser muito grande, criando um vazio na festa.
Ainda assim, este vazio podia ser colmatado se preenchessem o espaço com outra decoração, mais confortável e bem mais interessante do que aquela criada com puffs, pneus e barris. Faltou um toque gay masculino(lol..), ou então um pouquinho de shopping, por exemplo no Ikea.

- Bilhetes à venda no local (15 euros), a partir das 23h30

Parece-nos que, para o evento que na realidade ocorreu, 15 euros foi um preço elevado.

- Acesso directo a possuidores de bilhete

Sobre o acesso directo parece-me que não foi sequer possível acontecer isso. Uma vez que: 1º A festa abriu mais tarde; 2º Não existiu ninguém da organização que se desse ao trabalho de facultar essa informação junto ao portão.

- Balcão de pré-pagamento (bebidas)

Quanto ao balcão de pré-pagamento, fica o que já dissemos e ainda a nota positiva para a ideia dos cartões com o nome da bebida. No entanto, temos ainda a acrescentar que para este tipo de festa os preços poderiam ser revistos (nomeadamente na cerveja). E ainda consideramos que a festa não perdia nada se existisse um segundo balcão de pré-pagamento.

- 2 Bares (em ilha, com 16m cada)

Foram bem idealizados e tinham gente suficiente. Não me parece que existissem muitas filas para o bares.

- Palco e cabine para DJ’s

Ficamos com a ideia que não existiam estas instalações. Não distinguimos o palco da cabine.

- Pista de dança

Esta ficou bem assinalada, ou perceptível para quem lá estivesse através da localização da iluminação e do palco.

- Bengaleiro

Zonas deste estilo deveriam passar mais despercebidas. Poderiam, porque não, estar num canto. Mais nem fosse um canto feito com os plásticos que estavam a dividir o restante espaço não utilizado.

- Sitting places

Sobre esta localização, começamos a dizer que ela não existiu.

Se os puffs, espalhados na lateral do pavilhão serviam para criar um espaço confortável e agradável, a nós mais nos pareceu uma zona frequentada por pessoas sem abrigo.

Prova disso, é que lá para o meio da noite, os puffs transformaram-se numa zona com aspecto desagradável, um backroom aberto, uma vez que elas no «roça-roça» (e perdoem-nos a linguagem brejeira) safam-se na mesma. Foi uma rebaixaria, só possível de acreditar se vista. Lá se vai a fama dos gays (masculinos) serem os mais promíscuos na comunidade LGBT. A organização deveria ter impedido algumas figuras menos felizes.

- Hotdog zone

A hotdog zone estava bem posicionada, mas poderia existir mais conforto na zona para se poder partilhar um snack sentados, entre amigos, numa boa conversa.

- WC’s exteriores

No comments. O pior da festa. Motivação mais do que suficiente para que muitos não voltem a aparecer num evento.

Facilidades

- Haverá Multibanco, no balcão de pré-pagamento

Foi muito positiva a existência de aparelhos multibanco, mas deveriam ter mais atm's nas zonas do recinto onde se efectuavam pagamentos. Uma vez que no início da festa, por exemplo, não estava disponível um para a entrada e um para o balcão de pré-pagamento.

No fim, lá conseguimos roubar uns beijinhos e um autógrafo para os OMO'S, como podem ver.

Amaciador & Cápsulas
«Dirt is Good!»

------------------------------------------------------------------------------------------------------

Nota:
Consultando o vosso blog várias vezes, reparamos que existiam muitas críticas por parte de pessoas que foram ao vosso evento. Ficamos surpreendidos que tivessem tirado as já existentes e impedir o acesso a mais pessoas de comentar. Uma vez que são uma empresa de organização de eventos, parece-me um desrespeito ao cliente. Ouvir a opinião é sempre uma mais valia para se conseguir melhorar o que quer que seja.

3 comentários:

pandora disse...

2º me comentaram esta edição foi muito fraquita... é pena!

Anónimo disse...

Deixem que vos diga que PIOR que a festa (tem razão: deixou MUITO a desejar!!!) só mesmo alguém que, sendo gay, decidiu passar 8 minutos do seu tempo a filmar pessoas que, no minímo, têm DIREITO à sua privacidade. E o cúmulo da falta de RESPEITO pelo próximo foi colocar esse video no YouTube!!!!

Gosto do vosso blogue, mas lamento a atitude. Axo que deviam retratar-se!!!!

Luís Rijo disse...

Não percebo porque retiraram o video.

Não se distinguiam caras no video, filmavam grupos de pessoas e não uma pessoa só o que é perfeitamente legal.

O medo da exposição não nos leva a lado nenhum.